Ténis de corrida e o tipo de passada

0

Usar ténis errados enquanto se corre tem um enorme impacto no conforto, rendimento e na própria saúde do corredor. Dores nos joelhos, ancas ou costas podem ser um sinal que não está a usar o calçado adequado, o que pode resultar em tendinites ou outras lesões graves.

Na corrida, o acessório mais importante são, sem dúvida, os ténis e por isso esta deve ser uma aposta feita com qualidade e com conhecimento, principalmente do seu tipo de passada. O tipo de passada indica a forma como apoia o seu pé enquanto corre, o que influencia o seu equilíbrio e a distribuição do seu peso pelas diferentes zonas. De forma simplificada, se tem tendência para apoiar a parte interna do pé, trata-se de um pé pronador, se apoia o lado externo, é comum estarmos perante um supinador e se apoia o peso de forma uniforme, é um pé neutro.

O ideal é fazer um teste biomecânico – existem lojas de especialidade onde realizam testes gratuitamente – para ficar a saber o seu tipo de passada e assim comprar uns ténis que realmente se adaptem ao seu pé. De um modo geral os ténis devem ser leves, transpiráveis e com boa aderência e amortecimento. Deve ter atenção em relação ao tamanho do ténis pois durante a corrida, principalmente se for longa, o pé tem tendência a inchar. Outro aspeto relevante e que pode influenciar o seu calçado é o piso onde corre, devendo a sola ser adequada ao mesmo. Alertamos ainda que nunca devem participar em provas ou treinos longos com calçado novo pois estes devem ser testados primeiramente. O contrário também é aplicável, sendo que os ténis muito desgastados tendem a perder as suas qualidades – o ideal é serem trocados após 500 – 700 km.

Boas corridas!

Precisa de ajuda especializada? Contacte-nos

Share.

About Author

Leave A Reply