Corrida – os erros mais comuns dos principiantes

0

Correr pode parecer simples à primeira, afinal é só colocar um pé na frente do outro alternadamente. Contudo existem alguns erros recorrentes por parte de quem começa a correr. Salientamos as 8 falhas mais comuns:

  • Exagerar –  Se está super motivado e com muita vontade de começar e evoluir, aproveite essa energia para treinar com qualidade e não em quantidade. Não se esqueça da importância dos dias de descanso e de começar com cautela, para evitar desgaste das articulações ou até mesmo lesões.
  • Ouça o seu corpo – se tem alguma dor ou alguns desconforto enquanto corre, não ignore. Se a dor persistir ou agravar, pare e procure ajuda especializada.
  • Não fazer fortalecimento muscular – um bom corredor não se faz só de treinos especializados. Combine treinos de corrida, com treinos de resistência e de força.
  • Não ter um plano – A corrida é um desporto barato, acessível a todos e, por isso, desde que surgiu este ‘boom’  existem muitas pessoas a aventurar-se em provas, sem qualquer plano de treino. Não vale copiar planos que vemos na net nem tentar fazer igual ao amigo. Cada pessoa é diferente e, por isso, ajuste o seu plano consoante os seus treinos, a sua evolução e o que necessita mais de ser trabalhado.
  • Não monitorizar as corridas – Não é necessário num gadget específico nem precisa de gastar dinheiro, basta fazer download de uma aplicação de corrida gratuita para o seu telemóvel. Este tipo de app são um óptimo instrumento para perceber os seus ritmos, quebras, evolução e pontos a melhorar.
  • Calçado desadequado – Não usar calçado apropriado pode ter uma grande influência na hora de correr. No início não precisa de apostar logo nuns ténis técnicos xpto, mas tenha em atenção para que não sejam muito altos ou pesados e que não fiquem apertados pois o pé tem tendência a inchar.
  • Falta de técnica – Um dos principais erros é dar passadas demasiado longas ou pousar primeiramente o calcanhar, o que implica um deslocamento do nosso centro de gravidade e pode provocar lesões. Por isso, é essencial trabalhar a técnica de corrida e a coordenação neuro-motora.
  • Não trabalhar parte mental – Muitas vezes os corredores iniciantes tendem a começar a correr a uma velocidade muito baixa, sem se desafiarem, com receio de ficarem muito cansados e depois quebrarem mais à frente na corrida. Neste ponto o psicológico também necessita ser trabalhado para que a nossa mente seja nossa aliada e não um inimigo.

Está a começar? Já é corredor mas pretende melhorar os seus tempos ou aumentar distâncias? Contacte-nos.

Share.

About Author

Leave A Reply