Desafio da Susana | 3ª Semana

0

Terceira semana: – 0,8 kg, total -2,9 kg

Quase (quaaase ) nos 3 kg perdidos, o que dá uma ótima média de 1kg por semana. As percentagens de massas gorda e magra é que têm oscilado pouco, por isso, na próxima semana, temos umas alterações propostas pelos treinadores a nível de dias de descanso e de tipo de treino para ‘abanar’ o metabolismo. Espera-se uma semana com menor diminuição de peso mas aumento de massa muscular (vai doer…).

Nesta última semana tive os primeiros dias em que apresentei algum cansaço e menos vontade de treinar. Uma das vantagens de treinar com um PT é mesmo essa, criar uma rotina, uma disciplina e uma obrigatoriedade. Não é um compromisso só connosco mesmos mas também com o nosso treinador e com o nosso investimento de tempo e dinheiro. Um dos motivos para eu estar menos energética penso que se prendeu com as minhas expectativas – eu achava que a partir de determinada altura, os treinos iriam ficar mais fáceis. “Resistência a aumentar, melhor postura, mais concentração e depois vai ser fácil continuar no ritmo” – pensei eu. O problema foi quando o Pedro me disse “Se algum dia isto ficar fácil, eu não estou a fazer bem o meu trabalho”. A verdade é que eu não estava preparada para tal facada –  nem para os treinos demoníacos que tive. O de quinta-feira foi especialmente penoso mas tenho que dar razão ao treinador, o desafio é cada vez maior e a resposta do meu corpo vai ser cada vez melhor, por isso a dificuldade também tem de aumentar na mesma proporção. Isto não quer dizer (antes pelo contrário) sobrecargas nas articulações, excesso de pesos ou exercícios complexos que envolvam três piruetas no ar.

Relativamente ao plano alimentar, na semana passada falei-vos dos convívios à mesa e hoje falo de outra das dificuldades – as festividades. Não existe uma altura do ano melhor ou pior para iniciar uma dieta alimentar mas a verdade é que há sempre boas desculpas ao longo do ano para não o fazer. Começamos o dia 1 de Janeiro cheios de boas intenções e com empenho em cumprir as promessas de ano novo mas sobraram imensas coisas da noite anterior que seria um desperdício e decidimos começar na próxima segunda. Depois vem o Carnaval, a Páscoa, metem-se aniversários pelo meio, a época dos gelados, das castanhas, do vinho doce, dos chocolates quentes e estamos novamente no final do ciclo. “Para o próximo ano é que vai ser!”.

Para já tem tudo corrido dentro do esperado e tenho-me portado bem, tanto a nível de treino como de alimentação, mas avizinha-se aí um mês terrível. Entre feriados, Natal, Ano Novo e seis aniversários, espero conseguir controlar os danos. Não antevejo nenhum problema em abster-me de rabanadas, bolo-rei, aletria e outros que tais. O problema são mesmo os meus queridinhos After Eight, snif snif…

Faça como eu e mude! Mais info para acompanhamento personalizado em treinoemcasa.com .

Share.

About Author

Leave A Reply